Rally Cross Country

Rally Cross Country

Também conhecido por Rally Raid em alguns países, o Rally Cross Country é uma modalidade de rally que muitas vezes se confunde com o rally de velocidade. Mas olhando a fundo, encontramos diferenças muito significativas.

As disputas também são feitas em duplas, a bordo de um veículo de competição, contra o relógio, ou seja, vence a equipe que fizer o percurso (ou soma de percursos) determinado pela organização no menor tempo possível.

Entre os fatores que o torna diferente encontramos a forma como as duplas encaram as especiais (ou trechos cronometrados): Enquanto no velocidade há um reconhecimento prévio, no cross country o piloto acelera com as informações vindas da planilha (livro de bordo), pois a dupla nunca andou pelos trechos. Isso faz da experiência um fator tão importante quanto a potência dos veículos.

Os trechos utilizados nas competições também são muito diferentes. Nessa modalidade não importa o estado de conservação das estradas. Muitas vezes nem é necessário uma estrada para a prova acontecer. As equipes passam por verdadeiras trilhas, banhados, alagados, desertos e dunas.

Por conta dessas adversidades, além de transportar peças sobressalentes, os carros ainda dispõem de dois a três pneus reservas, macacos hidráulicos, pranchas para desatolar, cintas de reboque e muito conhecimento em mecânica.

E não é só na parte mecânica que as diferenças são visíveis. O equipamento de navegação é muito mais complexo, pois o navegador precisa se localizar em locais onde nunca esteve. Encontramos a bordo odômetro digital, rádio comunicador, localizador por satélite, GPS, etc.

Outro grande desafio do rally cross country é a resistência. Uma especial, na maioria das vezes, tem mais de 300 km e dura um dia inteiro. Logo, o desgaste dos integrantes também é maior, tornando necessário o transporte de kits de primeiros socorros, comida e muita água.

Nesse caso, veículos utilitários são mais adequados para essas situações, pois são maiores, dotados suspensão com curso mais longo e tração 4×4. Logicamente há espaço para muita preparação e tecnologia de ponta, como chassis tubulares, câmbios seqüenciais, suspensão com inúmeras regulagens de pressão e matérias leves na construção dos componentes.

A soma desses fatores traz à realidade veículos “prontos para o que der e vier”, transformando a competição em um excelente laboratório de desenvolvimento de veículos utilitários e componentes automotivos.

Categorias do rally cross country

Logicamente que, para não deixar os investimentos extrapolarem, existem muitas limitações no regulamento, separando os carros por categorias:
– Production: carros 4×4 de produção com preparação limitada;
– Super Production: carros 4×4 de produção super preparados;
– Protótipo: carros fora de produção.
* Ainda existem categorias para motos, quadriciclos e caminhões.

Nas etapas do campeonato mundial a nomenclatura se divide em:
– T1: Carros de produção modificados
– T2: Carros de produção
– T4: Caminhões

Entre as principais competições desse segmento encontramos o Rally Dakar – a maior e mais difícil prova off Road e o Rally Internacional do Sertões – terceiro maior rally do mundo e prova de maior destaque no cenário brasileiro.

Deixe uma resposta