Como assistir um rally com segurança

Como assistir um rally com segurança

Em um rally de velocidade os carros podem chegar mais de 200km/h em estradas de pouca aderência. Ao contrário de um autódromo, não existe área de escape, então alguns cuidados são necessários para curtir o evento com segurança.

1. Todo o trecho por onde passam os carros de rally são fechados. Não ultrapasse as fitas de segurança;
2. Não jogue objetos na estrada;
3. Procure sempre ficar nas áreas verdes. Nunca nas vermelhas:

4. Procure assistir o rally de locais elevados;
5. Ao estacionar não obstrua a passagem dos demais veículos;
6. Evite consumo excessivo de álcool;
7. Crianças não tem noção da velocidade de um carro de corrida. Cuide bem delas;
8. Não leve animais de estimação;
9. Siga sempre as instruções da polícia e dos fiscais de rally. Eles estão ali para zelar por sua segurança.

O que levar

1. Bastante água;
2. Alimentos para o dia inteiro;
3. Boné / chapéu;
4. Guarda-chuva ou guarda sol;
5. Protetor solar
6. Repelente;
7. Celular (devidamente carregado);
8. Guia do Rally;
* Use vestimenta adequada. Evite bermudas e saias para não aranhar as penas nos galhos;

Sequencia dos carros

 Carro de Segurança
Passa fechando o trecho, conferindo se todas as estradas estão devidamente isoladas.
 Carro Tripo Zero – 000
 Carro Duplo Zero – 00
 Carro Zero – 0
Passa em ritmo de competição alertando o público que o primeiro carro vai passar.
 Carros de competição
 Carro Vassoura
Passa sinalizando que aquela passada está encerrada.

Lembre-se que você não é piloto

1. Dirija com cuidado nas estradas de terra. Ao contrário das estradas onde passam os carros de rally, existe trafego de veículos e pedestres da região;
2. A maioria dos acidentes nos rallys acontecem nos deslocamentos do público;
3. Esteja consciente do grande perigo existente ao conduzir um carro em alta velocidade;
4. Tenha sempre em mente a sua segurança e de terceiros;
5. Nos dias de prova, o percurso de prova está protegido pelas autoridades. Nos demais, veículos em alta velocidade não são bem vindos pelos moradores locais.

Agradecimento: Albert de Oliveira

Deixe uma resposta