Diferentes tipos de rally

Basicamente existem três tipo de rally que se destacam no mundo: Rally de Regularidade, Rally de Velocidade Rally Cross Country.

Rally de Regularidade

Essas modalidades são conhecidas como a escola do automobilismo off road. A maioria dos grandes pilotos e navegadores da atualidade já passaram pela experiência de participar de um rally de regularidade ou de um RAID, sendo até campeões brasileiros na categoria.

Nessas competições o que vale é percorrer todos os trechos nos tempos ideais indicados pela organização da prova. A navegação é feita através de um livro de bordo (ou planilha), entregue no momento da largada, e que é divido em trechos. Cada trecho contém a média de velocidade imposta, quilometragem de início e final, e referências físicas, como curvas, entroncamentos e bifurcações.

O grande atrativo desta modalidade é o baixo custo, pois a dupla pode utilizar qualquer tipo de veículo e, em algumas categorias, sem preparação nenhuma. A dificuldade deste tipo de prova é manter a média imposta nos trechos sem se perder no roteiro.

Rally de Velocidade

O rally de velocidade é uma modalidade que passa estradas públicas normalmente em estado de conservação razoável e de utilização freqüente, que na data da prova são interditadas. O objetivo das equipes é percorre-las no menor tempo possível.

Neste caso, a navegação é facilitada. Alguns dias antes da prova, a organização do evento entrega o livro de bordo com o roteiro das “SS” (Special Stage / Especiais), locais de serviço, reagrupamento e deslocamento entre as especiais para que as equipes façam um levantamento através de referências físicas encontradas ao longo da pista.

Esse levantamento é a chave para um bom rally, pois trata-se de uma descrição detalhada das curvas, saltos e dificuldades da SS que o navegador utilizará para passar ao piloto as informações sobre o roteiro. Uma equipe afinada e com um bom levantamento equivalem a 50% do trabalho em um rally.

Rally Cross Country

O rally cross-crountry é uma variação do rally de velocidade que utiliza estradas em péssimo estado de conservação, inclusive, em determinadas etapas, percorrem trechos totalmente inexplorados dentro de terrenos e fazendas chamados de trial.

O grande diferencial dessa modalidade é que os pilotos não realizam o levantamento dos trechos a serem percorridos. A organização libera a planilha normalmente um dia antes da largada oficial do evento.

Assim, além da dupla se concentrar em “como correr o mais rápido possível” surge o elemento “onde correr”, fazendo com que o navegador seja muito exigido.

Nesta modalidade, destinada apenas à carros fora de estrada, temos três grupos de carros: Production, Super Production e Protótipos. As duas primeiras possuem classes especiais para os motores à diesel.

Deixe uma resposta